Tradutor do Blog

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

ELEIÇÕES 2014: BANCADA EVANGÉLICA CRESCE 14% - VEJA OS NOMES DOS ELEITOS





om 80 deputados federais eleitos, a bancada evangélica na Câmara crescerá 14% a partir do ano que vem. Hoje, tem 70 representantes, entre bispos, pastores e seguidores de igrejas. O aumento, ainda que menor que os 30% esperados pela Frente Parlamentar Evangélica, deverá tornar ainda mais difícil a aprovação de projetos ligados a causas de homossexuais ou em defesa do aborto.

São Paulo, o maior colégio eleitoral do país, e Rio de Janeiro, o terceiro, elegeram a maior parte dos candidatos evangélicos: cada um dos estados terá 14 deputados. O Paraná vem em seguida, com oito.

Ao todo, 39 deputados federais que hoje integram a Frente Parlamentar Evangélica não se reelegeram, mas alguns conseguiram fazer de parentes seus sucessores. No Rio, por exemplo, foi eleita Clarissa Garotinho (PR), filha de Anthony Garotinho, com 335.061 votos. Ela se tornou a campeã de votos entre os deputados evangélicos. Entre os novatos, vários são apadrinhados por nomes de peso dentro de suas igrejas. É o caso de Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ), que contou com o apoio do pastor Silas Malafaia em sua campanha.

Segundo o cientista político e professor da Universidade de Brasília (UnB) David Fleischer, a bancada evangélica é “bastante organizada” e deve repetir a performance dos últimos quatro anos na Câmara, alternando vitórias e derrotas:

— É uma bancada que tem uma liderança e um apoio forte, apesar de reunir seitas bem diferentes. A Igreja Universal ainda é maioria. As igrejas evangélicas têm mais sucesso ao induzir fiéis a votar em pastores e bispos.

Veja alguns nomes e a quantidade de votos recebidos pelos candidatos:

Clique para ampliar



Por: Carina Bacelar e Cleide Carvalho


***
(Postado por: MARCOS MARCELINO)












  Fonte:







Nenhum comentário:

Postar um comentário