Tradutor do Blog

quarta-feira, 14 de maio de 2014

ESTOU DESEMPREGADO E ENDIVIDADO, É PECADO DEIXAR DE DIZIMAR E OFERTAR?





















Irmão André, graça e paz! Nos últimos meses tenho passado por uma grande tribulação. Sempre contribui para obra de Deus, pois sei que esse é um dever de todo crente. Porém, há alguns meses atrás perdi meu emprego e por causa dessa decepção ainda fiquei doente. Para não deixar minha família passar necessidades tive que fazer algumas dividas e também comprar remédios, pois fiquei muito mal. Nesse tempo não pude contribuir para a obra de Deus e mesmo agora que arrumei outro serviço ainda tenho várias dívidas que fiz quando estava desempregada. Um amigo meu de uma determinada igreja me disse que eu deveria dar minha contribuição na igreja com fé de que Deus mudaria a situação e que deixar de contribuir é pecado. Mas ou eu contribuo na igreja ou deixo meus filhos passarem necessidade. O que devemos fazer?


Cara irmã, situações como a sua acontecem com muitas pessoas. Às vezes acontecem por algum descontrole na parte financeira e outras por um desemprego repentino ou outro fator alheio a nossa vontade. O que me deixa triste é que pessoas que deveriam te ajudar nesse momento tão difícil te colocam mais peso ainda sobre os ombros. Mas vamos lá, vamos ver o que Deus na Bíblia Sagrada tem a dizer sobre o seu caso.

Você está correta em fazer as suas contribuições na obra de Deus. A Bíblia diz que Deus ama a quem dá com alegria (2 Co 9.7). É claro que só pode contribuir (financeiramente falando) aquele que tem condições de oferecer algo. De acordo com seu relato você fez isso de todo o coração enquanto tinha condições. Essa atitude é louvável, pois mostra que você é uma pessoa que não é avarenta.

Porém, a partir do momento em que você teve de enfrentar uma situação de provação na área financeira, que mexeu com sua família, seu foco teve de mudar e acertadamente você focou no sustento de sua família e não na contribuição à igreja. Quanto a isso, veja o que a Bíblia claramente orienta:


“Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente.” (1Tm 5. 8)


A família tem prioridade sobre a igreja. Isso significa que se você deixar sua família passar necessidade para contribuir com a igreja estará agindo errado. Meu conselho é que você resolva todas essas questões, pague suas dívidas contraídas por causa do desemprego e apenas quando estiver novamente com suas finanças acertadas volte a contribuir para a obra de Deus.

Fazendo assim não estará cometendo nenhum pecado diante de Deus, pelo contrário, estará dando um bom testemunho cuidando de sua família e honrando os seus credores e, ainda, passando pelas provações de uma forma digna e abençoada, mantendo, é claro, sua fé no Senhor Jesus que te ajudará a sair dessa.

Sobre a orientação desse seu amigo, é uma lastima. Na realidade, penso que a igreja deveria inclusive te ajudar e orientar nesse seu momento difícil onde você de uma hora pra outra perdeu sua renda e ainda ficou doente.

Por: Andrés Sanchez 


***
(Postado por: MARCOS MARCELINO)





Nenhum comentário:

Postar um comentário