Tradutor do Blog

sábado, 26 de abril de 2014

MENSAGEM DE FÉ: 'A CONVERSÃO TRAZ MISERICÓRDIA'



A conversão a Deus é o ato mais inteligente que alguém pode fazer. Com ela, a pessoa encontra a salvação, é plenamente feliz, tem os seus pecados perdoados, deixa o caminho da morte e passa a caminhar para os Céus, de onde não sairá. Porém, para não ser reprovada, é necessário permanecer firme até o fim (Mt 24.13). O Senhor jamais negará a entrada no Reino dos Céus de quem toma tal decisão.

A mensagem foi dada aos israelitas levados à Babilônia. No entanto, também serve para qualquer pecador em nossos dias. Não importa o quanto a pessoa tenha errado, ao se converter, ela acha misericórdia diante de Deus e, assim, pode ser trazida de volta para a Terra das Promessas, o Evangelho. No entanto, os que desprezam a oferta divina, mantendo-se duros e insensíveis ao toque de Deus, não irão muito longe.

O importante é que os convertidos retornem à terra que lhes pertencia. Eles não têm valor no campo do inimigo, mas, no país de origem, voltam a ser cidadãos com direitos no Reino de Deus e participantes das operações divinas. Aqueles que regressam são perdoados, purificados de toda injustiça, livres da condenação, passando a reinar em vida (Rm 8.1).

Todo convertido deve lembrar-se de que o Senhor Deus é piedoso e misericordioso. Ele não guarda para sempre as nossas ingratidões, embora elas magoem o Seu coração (Hb 10.17). Ao perdoar o transgressor, Deus não só Se esquece do que ele fez, como também começa a usá-lo em Sua obra. Quem se arrepende de coração é completamente reconciliado.

A grande verdade que nunca devemos esquecer é que o Senhor não Se envergonha de ser nosso Pai e de nos chamar de filhos. Podemos confiar sempre nEle, pois jamais deixará ou Se arrependerá de nos amar. O amor de Deus é o que nos mantém vivos e prontos para executar a Sua boa vontade. O Altíssimo nunca nos desprezará ainda que o inimigo tente convencer-nos do contrário.

No entanto, é importante frisar que a conversão tem de ser a Deus, e não a uma crença religiosa, pois não há uma religião sequer que Lhe agrade. O que alegra o Senhor é somente um coração contrito, humilde e pronto para ser usado por Ele (Sl 51.17). Assim, quem cumpre os Seus mandamentos atinge a plenitude do amor divino.

Cabe a pessoa que errou tomar a decisão de se converter sob a convicção do Espírito Santo. Deus toma a iniciativa de nos convencer do pecado, mas nós devemos aceitar a oferta divina do perdão (Jo 16.8). Ninguém por conta própria conseguirá ir a Jesus, pois isso é obra exclusiva do Pai.

ORAÇÃO:

Pai misericordioso! Obrigado pela alternativa que colocas diante de nós. Se deixarmos o caminho da morte e passarmos a trilhar o da vida, iremos ao Teu encontro e acharemos misericórdia para nossos erros e, com isso, voltaremos à nossa terra.

Tu és piedoso, por isso encontramos em Ti a disposição de mudar o nosso coração. O bom também é que Tu não ficas envergonhado de nos chamares de filhos, de nos abençoares e nos guiares ao destino que tens proposto a todos os que Te amam e obedecem.

Ó Deus! Sabemos que Tu não Te arrependes nunca de nos amar. Queremos nos converter a Ti de todo o nosso coração e, assim, ver apagados os nossos erros. Para isso, precisamos da convicção do Teu maravilhoso Espírito Santo. Obrigado por nos tratares desse lindo modo.



Em Cristo, com amor, R.R.Soares

Mensagem publicada pelo site: ongrace.com



***
(Postado por: MARCOS MARCELINO)














Fonte: Portal Ongrace



Nenhum comentário:

Postar um comentário