Tradutor do Blog

quarta-feira, 9 de abril de 2014

FANTASIA ANTIBÍBLICA? SETE RAZÕES PARA NÃO ASSISTIR O FILME 'NOÉ'


7 RAZÕES PARA NÃO ASSISTIR 'NOÉ'


Fui assistir o filme Noé e não gostei do que vi.

O filme além de ser um grande propagador de heresias, possui um enredo horroroso e absolutamente desconexo onde ficção, bobagens e alucinações se fazem presentes.

Diante do exposto elenco sete motivos porque não recomendo o filme Noé:

1-) Porque o filme de Darren Aronofsky fundamenta-se em lendas, ficções e interpretações equivocadas de quem foi Noé.


2-) Porque a história de Noé narrada pelas Escrituras se contrapõem em muito ao filme hollywoodiano. Um claro exemplo disso é a  história de um grupo de anjos que ajudaram Adão e Eva depois da queda,  desobedecendo a Deus. Ora, essa afirmação além de transloucada é absolutamente antagônica aos ensinos da Palavra de Deus.


3-) Porque o filme apresenta um Deus desprovido de amor, bondade e misericórdia.


4-) Porque o filme apresenta um Noé completamente diferente do narrado pelas Escrituras. O Noé de Aronofsky é obececado, violento e insensível.


5-) Porque o filme  apresenta um péssimo conceito de Deus, onde o Criador não fala, ama ou se relaciona com Noé. Na verdade o filme retrata um deus vingativo, impessoal e cheio de ódio.


6-) Porque o filme induz  os expectadores  ao erro  por ensinar aquilo que jamais a Bíblia ensinou.


7-) Porque o filme é fraco, sem sentido, cansativo monótono e herético.

Agora, para aqueles que dizem que o filme não tem nada demais em ser  visto por não passar de entretenimento e não um "manual de teologia permita-me discordar dizendo:

O filme fala de um personagem bíblico certo? Portanto, o relato deveria ser bíblico correto? Nessa perspectiva se o filme foge daquilo que a Palavra de Deus ensina ele deve ser criticado sim, até porque, ao ser divulgado  por Hollywood vendeu-se uma ideia absolutamente contrária ao que foi visto nas telas. Além disso, como entretenimento, a película é frágil e  de extremamente  mau gosto. 

É o que penso, é o que digo!




***

(Postado por: MARCOS MARCELINO)


















Nenhum comentário:

Postar um comentário