Tradutor do Blog

sábado, 17 de agosto de 2013

MISSIONÁRIO RESPONDE: "QUERO O RENASCIMENTO, O QUE DEVO FAZER?"




Missionário, serei bem direta: aceitei Jesus como meu Salvador e quero o renascimento, mas, desde então, não senti a mudança de Deus em minha vida. Antes, pensava que não estava na hora, mas agora não sei o que acontece. Não sei se tenho que fazer algo para mudar. Não fui batizada nas águas, pois nem sei como posso fazer isso, já que não faço parte de uma igreja em definitivo. No entanto, quero servir a Deus de todo o meu coração. O que devo fazer?

L.B.Z.,via internet

Fonte: Revista Graça/Show da Fé



Veja a resposta do missionário R.R.Soares
(Postado por: MARCOS MARCELINO
Clique nesse link abaixo:
R.: Quando o Senhor Jesus falou sobre a necessidade de um novo nascimento para ser salvo. Ele declarou: Na verdade na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito (Jo 3.5,6). Vou começar pelo fim, isto é, mostrando o que é ser nascido da carne, em oposição a sê-lo do Espírito. Quando Adão e Eva pecaram, a natureza que tinham foi totalmente transformada, pois perderam a natureza herdada por Deus, do qual haviam sido criados à imagem e semelhança , e passaram a ter a natureza da morte, do pecado, do próprio diabo (Gn 1.26,27; 3.1-19; Rm 3.23)Por isso, o homem passou a morrer e a buscar e sofrer todo o tipo de mal. A Bíblia Sagrada chama essa natureza decaída de carne. A conversão ao Evangelho é a implantação, pela fé, da natureza original que perdemos na queda de nossos primeiros pais, e a Bíblia chama esta natureza de espírito, pois é gerada em nós pelo Santo Espírito de Deus, conforme ensina o Mestre em João 3.8. Neste texto, a palavra traduzida como vento é a mesma para Espírito. Então, quando reconhecemos nossos pecados e deles nos arrependemos, confiando que o sacrifício do Senhor foi feito em nosso lugar exatamente por conta deles, nascemos de novo, isto é, mudamos nosso foco de vida. Em vez de visarmos às coisas da carne, como naturalmente fazíamos antes de conhecer o Evangelho, passamos a buscar as do espírito. Em outras palavras, nossa inclinação tem de mudar, como ensinam claramente as Escrituras Sagradas (Rm 8.5-11). As coisas de que gostávamos, ainda que secretamente, passam a nos causar repugnância, enquanto aquelas que julgávamos inalcansáveis, de tão virtuosas começam a brotar naturalmente em nós, pela ação do divino Espírito, como a Bíblia mostra na lista que faz das obras da carne, em oposição ao fruto do Espírito (Gn 5.16-24). Agora, essa mudança vem de dentro para fora, pois é gerada por Deus, e não pelo homem (Jo 1.12,13). No entanto, ela não é "automática" ou "mistica", pois a pessoa não dorme carnal e acorda espiritual. Trata-se de um processo, em que a Palavra de Deus tem papel crucial na lavagem da velha natureza , a fim de purificar a pessoa que nasce na família de Deus (Jo 3.5,15.3). Nascer da água, então, é o resultado da Palavra, pois é ela que nos torna sábios para a salvação, ensinando, redarguindo, corrigindo, instruindo em justiça, a fim de sermos perfeitos e perfeitamente instruídos para toda boa obra (2 Tm 3.15-17). Pois bem, você está vendo que a conversão implica necessariamente em mudança de vida operada pelo Espírito de Deus no interior da pessoa, por meio do estudo e conhecimento da Palavra (Ef 3.16-19). A igreja local é extremamente importante nisso, uma vez que foi instituída pelo Senhor Jesus exatamente para promover o ensino e a pregação da Bíblia, gerando o aperfeiçoamento dos verdadeiros filhos de Deus (Ef 4.11-16). Note que esse crescimento é contínuo e perene, pois só acaba quando nos igualarmos a Cristo Jesus. Por isso, é de suma importância que você se filie a uma boa igreja, aquela à qual o Senhor a dirigir, onde a irmã irá obedecer a Deus, batizando-se nas águas, para servir ao Altíssimo com os dons que Ele lhe der.


R.R.Soares




Nenhum comentário:

Postar um comentário