Tradutor do Blog

terça-feira, 2 de julho de 2013

PERCORRENDO OS SALMOS: 'ESPERANDO O CLÍMAX'






Alegrem-se os céus, e regozije-se a terra: brame o mar e a sua plenitude. 

Alegre-se o campo com tudo o que há nele; então, se regozijarão todas as árvores do bosque. 

Ante a face do SENHOR, porque vem, a julgar a terra; julgará o mundo com justiça e os povos, com a sua verdade.

SALMO 96.11-13


    A ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus. Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade (Rm 8.19.20a). O homem pela sua rebelião contra o seu Criador, trouxe a corrupção e e declínio para todo mundo natural. E aquilo que foi corrompido pela  queda somente pode ser restaurado por meio da redenção. Esse é o clímax que toda a natureza aguarda. Frequentemente o homem perde isso de vista, mas a expectação da natureza fica cada vez mais forte com o tempo.

    Com percepção dada pelo Espírito Santo, o salmista aqui interpreta o desejo sem palavras do mundo natural à sua volta. Em seu espírito, ele percebe um silêncio como o de um auditório de um concerto quanto o maestro, com sua batuta erguida, inspeciona a orquestra para ter certeza de que cada músico está pronto para começar. Os Céus, a terra e os mares aguardam a vinda do Senhor para lhes restaurar o que foi perdido com a queda do homem. Naquele momento, assim como na orquestra, quando desce a batuta, irromperão em uma sinfonia de louvor e júbilo.

    E quando a você e a mim? Estamos prontos para esse grande clímax, como a natureza? Que Deus permita que fiquemos mais ansiosos e entusiasmados que as árvores, os campos, os mares e os Céus!



RESPOSTA DE FÉ


Pelo Teu Espírito, Senhor, conserva-me continuamente no entusiasmo pela expectativa da Tua vinda.






"Texto copiado do livro de Derek Prince * Percorrendo os Salmos" (Graça Editorial)






Nenhum comentário:

Postar um comentário