Tradutor do Blog

quinta-feira, 6 de junho de 2013

ESTUDO BÍBLICO: O REINO DOS CÉUS, OS RICOS E OS POBRES


"E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um  homem rico tinha produzido com abundância; E ele arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos. E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; E direis a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga. Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o tens preparado, para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para Deus" (Lc 12:16-21)

Após a leitura da parábola, podemos perguntar: O evangelho de Cristo é avesso aos ricos? Ser abastado financeiramente e ser salvo é possível? Para ser discípulo de Cristo é necessário ser desprovido de bens materiais? Deus não aceita os abastados de bens materiais? Ao homem que faz planos de angariar fortuna com o fito de viver abastado é negado acesso a graça de Deus?

Devido às diversas leituras acerca do tema 'riquezas' versus 'Reino dos Céus' surgiram propostas teológicas como o 'Evangelho Social' - movimento protestante norte-americano (1880-1930) sob influência do liberalismo teológico que pretendia apresentar uma resposta 'cristã' à situação de miserabilidade dos trabalhadores e imigrantes - e a 'Teologia da Libertação' - movimento que surgiu na América Latina em meados do século 20, articulado por teólogos católicos e protestantes, que diante das injustiças e exclusão social fomentado por um quadro de grandes tenções políticas, econômicas e sociais, levantaram  uma bandeira centrada na ideia de um Deus 'libertador'.

Mas, qual é a proposta de Jesus ao propor a parábola do rico louco? Ele buscava uma transformação econômica e social das sociedades à época, ou uma revolução na mentalidade (metanoia) de seus ouvintes acerca de questões relativas ao Reino dos Céus?





Por: Claudio Crispin




***


Fonte: Portal/Estudos Bíblicos




Nenhum comentário:

Postar um comentário