Tradutor do Blog

sábado, 26 de janeiro de 2013

A BÍBLIA CATÓLICA É DIFERENTE?




Porque a Bíblia católica tem mais livros do que a Bíblia evangélica?

                                                                                                P.N (Via internet)

Fonte: Revista Graça/Show da Fé



VEJA A RESPOSTA DO MISSIONÁRIO R.R.SOARES


Clique nesse link abaixo:
R.: A diferença está apenas no Antigo Testamento, pois, o Novo tem absolutamente os mesmos 27 livros. Os editores da Bíblia católica optaram por incluir sete escritos, conhecidos como apócrifos, porque narravam fatos que ajudariam a compreender o chamado período interbíblico, isto é, o tempo de aproximadamente 400 anos que separa o profeta Malaquias dos apóstolos do Senhor Jesus. Sobre isso, é importante ressaltar que foram considerados inspirados somente pela própria Igreja Católica, no século 16, no Concílio de Trento (1545 - 1563).
No entanto, para os evangélicos, tais escritos ficaram fora do cânon, pois, desde os tempos apostólicos, o povo de Deus se preocupou em pôr de lado o que não era considerado como sã doutrina (At 20.29-31; Rm 1.17; Tt 1.10-12; 1Jo 4.1-4). Isso muito antes do surgimento do Vaticano. Sendo assim, os apócrifos não foram rejeitados porque contrariavam algum interesse - como, maliciosamente, alegam alguns -, mas porque a natureza do seu conteúdo é visivelmente diferente dos genuinamente inspirados. Alguns autores chegam a reconhecer, no texto, que podem ter cometido incorreções e até agido com mediocridade naquilo que se propuseram a narrar. Um exemplo disso está em 2 Macabeus: 15.37b-38: Eu, aqui, porei fim ao meu discurso. Se o fiz bem, de maneira conveniente a uma composição escrita, era justamente isso que eu queria; se vulgarmente e de modo medíocre, é isso que foi possível. No entanto, de modo muito diferente, os autores bíblicos afirmam categoricamente terem sido inspirados pelo Espírito Santo: sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação; porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo (2 Pe 1.20,21).
Para quem se interessa em se aprofundar nesse assunto, recomendo o livro Introdução Bíblica, (Editora Vida).


R.R.Soares


Nenhum comentário:

Postar um comentário