Tradutor do Blog

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

SÉRIE: AS 10 PROFECIAS DO FIM DO MUNDO DE FALHARAM (3)

Hoje vamos mostrar as "profecias": Os anabatistas de Munster e 'A agonia do Planeta' de Hal Lindsey, da série: 'As 10 Profecias do fim do Mundo que Falharam'.
A matéria é original da revista Times e a fonte do blog: O contorno da sombra, se você deseja acessar os posts passados, abaixo estão os links da série:





*******************************************************************************************

OS ANABATISTAS DE MUNSTER 

Nos conturbados anos que se seguiam à Reforma Protestante, surgiram não só as igrejas reformadas tradicionais que conhecemos hoje em dia, mas várias seitas milenaristas e apocalípticas que incomodaram profundamente os próprios reformadores.

Entre os anabatistas não estavam somente "pessoas que batizavam de novo", como a raiz grega do nome evoca, mas anarquistas e revolucionários de todo o tipo que pregavam um mundo sem ordem e hierarquias enquanto aguardavam - para muito breve - o retorno de Cristo.

Na década de 1530, milhares de camponeses alemães tomaram a cidade de Munster, e ali ficaram entrincheirados numa espécie de sociedade protocomunista medieval, dizendo que Munster era a Nova Jerusalém, na qual esperavam a segunda vinda de Jesus.

Entre eles estava Jan Bockelson, um alfaiate de origem holandesa, que se declarou o "messias dos últimos dias", virou polígamo, emitiu moedas que profetizavam o apocalipse urgentemente vindouro e dominou cruelmente toda a população de Munster.

O fim veio para Bockelson em 1535, quando a cidade foi tomada e a população dizimada pelas forças dos príncipes alemães. O detalhe tétrico é que há quem diga que os testículos de Bochelson foram pregados no portão de entrada de Munster.


***

A AGONIA DO PLANETA DE HAL LINDSEY

Hal Lindsey é um pastor e escritor americano, nascido em 1929, que ficou muito conhecido nos anos 1970 por seu livro best seller "The Late, Great Planet Earth", traduzido no Brasil por "A Agonia do Grande Planeta Terra", publicado no Brasil pela editora Mundo Cristão.

Lindsey foi um dos grandes expoentes do dispensacionalismo (corrente teológica que divide a história do mundo em "eras" ou "dispensações" dos desígnios de Deus), e no livro em questão, tomando como base sobretudo o retorno do povo judeu a Israel algumas décadas antes, predisse que o mundo terminaria em alguma data pouco antes de 31 de dezembro de 1988.

Na esteira das previsões de Hal Lindsey. Edgar Whisenant publicou em 1988 o livro "88 Reasons Why the Rapture Will Be in 1988" (88 Razões pelas quais o Arrebatamento acontecerá em 1988"), que (como todo bom "fim do mundo") vendeu pra caramba, 4.500.000 de cópias, deixando seu autor envergonhado pela falsa profecia, mas com uma gordíssima conta bancária para afogar suas lágrimas de crocodilo.

Aliás, esse é outro detalhe curioso. Porque esses "profetas" gostam tanto de ganhar dinheiro com livros, vídeos, conferências e afins, se não vão ter tempo de gastá-lo?

Os ensinos de Lindsey continuam populares até hoje, já que a famosa série "Left Behind" ("Deixados Para Trás"), de Tim LaHaye e Jerry Jenkins, continua vendendo muito bem, obrigado, e não é nada mais nada menos do que a oferta das mesmas idéias requentadas da agonia do planeta Terra da década  de 1970.

Não vai tardar muito, portanto, para reaparecer uma "profecia do fim do mundo" nesses mesmos moldes. Dá grana!


***

O próximo post  da série: 'As 10 Profecias do Fim do Mundo que Falharam' será  O "Bug" do Milênio, que temia uma catástrofe mundial na virada do ano de 1999 para o ano 2000 por conta de uma pane nos computadores; e, O Ramo Davidiano um grupo dissidente dos adventistas.



Fonte: O contorno da sombra


Nenhum comentário:

Postar um comentário