Tradutor do Blog

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

CONDENAÇÃO: 10 ANOS DE "FREQUÊNCIA À IGREJA"

Jovem que causou acidente fatal ao dirigir bêbado é condenado a 10 anos de "frequência à igreja"


A decisão do juiz do Oklahoma, nos EUA, tem causado polêmica entre juristas do país. Mike Norman condenou o estudante Tyler Alred, de 17 anos, a frequentar uma igreja, como parte de sua pena por causar um acidente fatal enquanto dirigia sob efeito de álcool.

No dia 3 de dezembro de 2011 Alred dirigia depois de consumir bebidas alcóolicas, na cidade de Tulsa, quando bateu o carro em uma caminhonete, matando John Lucas Dum, 16, um dos seus passageiros.

O estudante do ensino médio, estava dirigindo sob efeito do álcool mesmo estando abaixo da idade legal para beber, ele se declarou culpado em agosto, para a acusação de homicídio. Apesar de no estado de Oklahoma haver pena de prisão a menor de idade que comete homicídio, mesmo culposo (sem intenção de matar), Alred comoveu o tribunal ao assumir a culpa pela morte do amigo, e pediu nova chance de vida, segundo informações do Huffington Post.

Diante do apelo do jovem, o juiz Mike Norman o condenou a 10 anos de liberdade condicional. Durante esse período ele deverá obter o diploma do ensino médio e fazer um curso de graduação, além de não poder tomar álcool e outros tipos de drogas e não fumar. Mas a parte que causou controvérsia foi que durante esses 10 anos o jovem terá que frequentar uma igreja regularmente.

O professor de direito Randall Coyne, da Universidade de Oklahoma, questionou a sentença afirmando que ela "levanta questões legais por causa da separação entre Igreja e Estado."

Apesar dos protestos dos juristas, Donn Baker, advogado de Alred, afirmou não haver nenhum problema para seu cliente ter de ir aos domingos a uma igreja, destacando que o jovem já tem esse hábito.


Por: Dan Martins 





Fonte: Gospel +

Nenhum comentário:

Postar um comentário