Tradutor do Blog

sábado, 8 de setembro de 2012

A CHAVE DO SUCESSO

O temor do SENHOR é o princípio da ciência; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução.

                                                                                                        PROVÉRBIOS: 1.7



Em Sua misericórdia, o Senhor usou Salomão para explicar a necessidade de se respeitar a Palavra de Deus - respeito esse que se traduz em obediência, em se curvar diante do que Ele diz, aceitando a Sua declaração como verdade máxima. Nos versículos de 2 a 6 do primeiro capítulo de Provérbios, Salomão fala de prioridades para que se obtenha sucesso, as quais não terá quem não tiver tal temor.

Ninguém conseguirá a verdadeira sabedoria e instrução se desprezar o que o Criador declara - e não há como obtê-las de outras fontes. O máximo que se consegue é o acúmulo de boas informações. No entanto, por meio desse versículo, vemos como o Senhor deseja que Seus filhos tenham pleno conhecimento da sabedoria e dominem a instrução. Ele deu essa dádiva à Salomão, fazendo dele um homem mais sábio (1 Rs 3.6-12), e agora estende o mesmo favor a nós.

Mesmo sendo salvo e cheio do Espírito Santo, é preciso ter as palavras da prudência, a qual tem a sua própria ciência. O prudente jamais cairá nas mãos do inimigo, que sempre procura um meio de nos derrubar, fazendo ofertas mirabolantes e se esforçando para nos ter de volta. Ele sabe que, com o conhecimento destinado a nós, seremos uma grande ameaça aos seus planos imundos.

Durante a pregação do Evangelho, o Senhor derrama copiosamente chuvas de entendimento. De fato, um culto dirigido pelo Espírito Santo é como uma verdadeira torrente de instrução do entendimento. No entanto, quem não tem o temor de Deus sente apenas emoção. Ora, lágrimas, bons propósitos e orações sem poder nada produzem. É preciso que aprendamos como entender o que nos está sendo revelado, pois a nós os mistérios do Reino dos Céus são descortinados.

São muitas as revelações que nosso Deus nos dá. Ele fala da instrução da justiça - nossa ação sobre Sua revelação - e do juízo - o que Jesus fez por nós. Além disso, revela-nos a instrução da equidade, o tratamento igual a todos. Esses são detalhes que nos farão ser produtivos e, ao mesmo tempo, livres da condenação. Lembre-se de que precisamos disso nesta vida e na vindoura, pois essa comida jamais perece (Jo 6.27).

Temer o Senhor dará prudência aos jovens. Tudo isso para que o sábio - o salvo - tenha capacidade para ouvir e crescer em sabedoria, e o instruído adquira sábios conselhos, podendo entender provérbios e suas interpretações, como também compreender as palavras dos sábios e suas adivinhações.


Em Cristo com amor, R.R.Soares






Mensagem publicada no site:  ongrace.com


Fonte: Portal Ongrace

Nenhum comentário:

Postar um comentário